Home > Blog > Histopatológico: o que é, como é feito e quando é indicado
Exames

Histopatológico: o que é, como é feito e quando é indicado

7 de junho de 2024
histopatológico

Você já se perguntou como os médicos conseguem identificar doenças a partir de amostras microscópicas de tecido? Na medicina diagnóstica, o exame histopatológico é um exame muito importante dentro desse processo. 

Neste blog, vamos explorar o que é o diagnóstico histopatológico, como é realizado e por que é tão importante para o cuidado dos pacientes.

Boa leitura.

O que é diagnóstico histopatológico?

O diagnóstico histopatológico é uma análise de amostras de tecido ou células sob um microscópio para identificar alterações morfológicas que possam indicar doenças ou condições médicas. 

Na leucemia, por exemplo, esse exame desempenha um papel crucial na identificação de anormalidades nas células sanguíneas na medula óssea. 

Essas alterações podem ajudar os médicos a confirmar o diagnóstico e determinar o tipo específico de leucemia, orientando assim o tratamento adequado para cada paciente.

Qual o preço do exame histopatológico?

O preço do exame histopatológico pode variar dependendo de diversos fatores, incluindo, por exemplo:

  • Região geográfica;
  • Laboratório ou instituição médica onde o exame é realizado;
  • Complexidade do caso;
  • Quantidade de amostras analisadas;
  • Necessidade de colorações especiais ou estudos adicionais.

Geralmente, o custo do exame histopatológico é determinado pelo tipo de biópsia ou procedimento cirúrgico realizado para obter as amostras de tecido, além do processo de processamento das amostras e análise microscópica feita pelo patologista.

Confira sobre preços conosco! Conte com o Laboratório Dom Bosco!

O que é exame cito-histológico?

O exame cito-histológico, também conhecido como análise cito-histológica, refere-se a uma técnica diagnóstica que combina a análise citológica e histológica de amostras de tecido obtidas durante procedimentos guiados por imagem, como biópsias ou punções.

Durante o exame cito-histológico, as amostras de tecido são processadas e analisadas tanto ao nível celular (citologia) quanto ao nível tecidual (histologia). 

Isso permite uma avaliação detalhada das características das células e da estrutura do tecido, proporcionando informações valiosas para o diagnóstico de diversas condições médicas, como lesões de partes moles e de tecido ósseo.

Qual a diferença entre anatomopatológico e histopatológico?

A diferença entre os exames anatomopatológico e histopatológico reside na abordagem de análise dos tecidos. 

O exame anatomopatológico foca na avaliação macroscópica de órgãos ou tecidos removidos durante cirurgias, transplantes ou biópsias cirúrgicas. 

Aqui, o patologista examina a peça cirúrgica na totalidade, observando características como tamanho, cor, forma e a presença de lesões visíveis a olho nu.

Por outro lado, o exame histopatológico concentra-se na análise microscópica das amostras de tecido. 

O patologista analisa as amostras em detalhes, observando a morfologia das células, a presença de padrões específicos e outras características que possam indicar uma condição patológica.

Como é feito o exame histopatológico?

O exame histopatológico é realizado em várias etapas, desde a coleta da amostra até a interpretação dos resultados pelo patologista. Aqui está uma visão geral do processo:

  1. Coleta da amostra: a amostra de tecido é obtida por meio de uma biópsia, que pode ser realizada de várias maneiras, incluindo biópsia por agulha, biópsia por punção, excisão cirúrgica, entre outras, dependendo da localização e da natureza da condição.
  1. Fixação e processamento: após a coleta, a amostra de tecido é imersa em um fixador, geralmente formalina, para preservar as características celulares e teciduais. 

Em seguida, a amostra é processada em uma série de etapas, incluindo desidratação, clarificação e inclusão em parafina. Isso permite que o tecido seja cortado em secções finas para análise microscópica.

  1. Corte em secções: a amostra de tecido incluída em parafina é cortada em secções extremamente finas, geralmente com cerca de 4-5 micrômetros de espessura. Essas secções são montadas em lâminas de vidro para posterior coloração e análise.
  1. Coloração: as secções de tecido são coradas com corantes especiais, como hematoxilina e eosina (H&E), que destacam diferentes componentes celulares e teciduais. 

Essa coloração permite que o patologista visualize as estruturas celulares e avalie as características morfológicas.

  1. Análise microscópica: as lâminas coradas são examinadas sob um microscópio óptico por um patologista. O patologista analisa a morfologia das células, a arquitetura tecidual, a presença de padrões específicos e quaisquer alterações que possam indicar algo.
  1. Interpretação dos resultados: com base na análise microscópica, o patologista emite um relatório descrevendo as características observadas, fazendo um diagnóstico.

É importante ressaltar que o exame histopatológico é uma parte crucial do diagnóstico de uma ampla gama de condições médicas, incluindo câncer, doenças inflamatórias, infecções e distúrbios genéticos.

O que é biópsia e histopatológico?

Uma biópsia é um procedimento médico no qual uma amostra de tecido ou células é retirada de uma área suspeita do corpo para análise laboratorial. Essa amostra é então examinada microscopicamente por um patologista, que realiza o exame histopatológico.

Portanto, enquanto a biópsia é o procedimento para obtenção da amostra de tecido, o exame histopatológico é o processo pelo qual essa amostra é analisada em detalhes sob o microscópio para obter um diagnóstico preciso. 

Juntos, esses dois componentes são essenciais para o diagnóstico e o planejamento do tratamento de uma ampla variedade de condições médicas.

O que significa histopatológico de malignidade?

É um diagnóstico obtido por meio do exame histopatológico que indica a presença de células ou tecidos malignos, ou seja, cancerígenos. 

Quando uma amostra de tecido é submetida ao exame histopatológico e é identificada a presença de características típicas de células cancerosas, o patologista emite um relatório descrevendo a malignidade da amostra.

Identificar a presença de malignidade permite aos médicos determinar o tipo específico de câncer, sua extensão e agressividade, ajudando a guiar as decisões sobre o tratamento mais adequado para o paciente.

Quem faz o exame histopatológico?

O exame histopatológico é realizado por um profissional de saúde chamado patologista. O patologista é um médico especializado na análise de tecidos e células para diagnosticar doenças e condições médicas. 

Como é o laudo da biópsia?

Esse laudo fornece informações detalhadas sobre a amostra analisada e inclui os seguintes elementos:

  • Identificação do paciente: o laudo geralmente inclui informações sobre o paciente, como nome, idade, sexo e número de registro médico.
  • Identificação da amostra: são fornecidas informações sobre a origem da amostra, incluindo o local de onde foi obtida (por exemplo, localização anatômica) e o tipo específico de tecido ou lesão biopsiada.
  • Descrição macroscópica: o patologista descreve as características físicas da amostra observadas a olho nu, como cor, tamanho, forma e consistência.
  • Descrição microscópica: é feita uma descrição detalhada das características microscópicas da amostra. 

Isso inclui a análise das células e estruturas teciduais observadas sob o microscópio, identificando padrões específicos, anormalidades e quaisquer características relevantes para o diagnóstico.

  • Diagnóstico: com base na análise microscópica, o patologista emite um diagnóstico que descreve a condição ou doença presente na amostra. Isso pode incluir a identificação de tumores benignos ou malignos, inflamação, infecção, entre outros.

Como se preparar para o histopatológico?

Comunique-se com o médico

Certifique-se de discutir detalhadamente com o médico assistente sobre o procedimento de biópsia ou coleta da amostra, incluindo quaisquer instruções específicas que possam ser necessárias com base na área do corpo que será biopsiada.

Siga as instruções de jejum

Dependendo do tipo de biópsia ou procedimento de coleta da amostra, o médico pode recomendar um período de jejum antes do procedimento. Certifique-se de seguir essas instruções rigorosamente para evitar complicações durante o procedimento.

Informe sobre medicamentos

Informe ao médico sobre quaisquer medicamentos que esteja tomando, incluindo prescrições, medicamentos de venda livre, suplementos ou ervas. Alguns medicamentos podem interferir no processo de coleta da amostra ou no resultado do exame.

Siga as instruções específicas

O médico pode fornecer instruções específicas relacionadas ao procedimento de biópsia, como interromper o uso de certos medicamentos, evitar o uso de produtos tópicos na área a ser biopsiada ou evitar alimentos específicos antes do procedimento. 

Certifique-se de seguir essas instruções cuidadosamente.

Esteja pronto para esclarecer dúvidas

Se houver alguma dúvida sobre o procedimento de biópsia ou o exame histopatológico, não hesite em perguntar ao médico assistente. É essencial entender completamente o processo e estar confortável com ele antes de prosseguir.

Conte com o Laboratório Dom Bosco

Há 74 anos, temos o compromisso de cuidar de você e da sua família com carinho e respeito. Contamos com uma equipe qualificada e equipamentos de última geração, proporcionando resultados confiáveis e precisos para garantir o melhor cuidado.

Entre em contato conosco através do site, do telefone: (21) 2719-9438 ou pelo WhatsApp: (21) 99004-6794.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se na nossa newsletter

Inscreva-se na nossa newsletter

Fique por dentro das novidades, receba dicas para melhorar os resultados de sua clínica e muito mais!


    Acompanhe nosso blog